·  

Como ajudar os alunos a adotarem a revisão no processo de escrita

Turnitin Staff

Subscribe

 

 

 

 

By completing this form, you agree to Turnitin's Privacy Policy. Turnitin uses the information you provide to contact you with relevant information. You may unsubscribe from these communications at any time.

 

Pesquisar on-line por “ensinar alunos a escrever” ou algo semelhante a isso, irá gerar um incontável número de resultados como “Melhore suas habilidades de escrita on-line”, ou “ 10 dicas para ajudar alunos a se tornarem melhores redatores” ou, ainda, “5 maneiras inteligentes de melhorar a escrita dos alunos”. No entanto, qualquer professor que tenha alguma experiência em docência sabe a verdade: você não pode ensinar os alunos a escreverem.

Apesar de todas as maneiras que os professores podem auxiliar os alunos com a escrita, o fato é: os alunos só aprendem a escrever, escrevendo. Nada e nem ninguém, nem mesmo o melhor professor do mundo, pode ensinar um aluno a escrever simplesmente por meio das aulas, tarefas, avaliações e feedback. No final, podemos apenas auxiliá-los nessa jornada de se tornarem melhores em escrita. Isto é especialmente frustrante quando se trata de revisão de escrita. Ainda mais, por ser na revisão que muito do aprendizado, do crescimento e do pensamento crítico do aluno acontece.

A revisão muitas vezes parece a habilidade de escrita mais difícil de ensinar e aprender. Os alunos tendem a interpretar mal ou ficarem resistentes à revisão, preferindo focar em uma releitura, ou em uma edição superficial, ao invés de uma revisão verdadeira e profunda. É aqui que os professores podem auxiliá-los definindo e reforçando, claramente, a revisão como parte do processo de escrita.

Definindo Revisão

O primeiro obstáculo em relação à revisão é o mal-entendido da tarefa e do objetivo da revisão. Os alunos, frequentemente, confundem revisão com releitura, ou edição. Por isso, é útil caminhar por todo processo de escrita e definir os três termos para os alunos, estabelecendo os objetivos de cada um e suas diferenças. Todos são componentes importantes da escrita, cada um é um passo do processo.

Explique ao aluno que a revisão acontece depois do rascunho, mas antes da edição e da releitura. Assegure-se de esclarecer o significado de cada termo. Uma definição clara de revisão está em A Rhetoric for Writing teachers, de Erika Lindemann: “A verdadeira revisão envolve rever, repensar e remodelar a peça, solucionando a tensão entre o que pretendemos dizer e o que o discurso diz, na verdade”.

Pratiquem Juntos

Algumas vezes, os alunos precisam ver um processo de revisão para entender como aplicá-lo em seus trabalhos. Encontre uma oportunidade para uma revisão em sala de aula, usando um trabalho anterior dos alunos, ou escrevendo algo colaborativamente, comparando rascunhos em diferentes estágios.

Se estiver trabalhando com escrita criativa, use uma história conhecida, mude o ponto de vista pedindo, literalmente, para os alunos reverem a história. Por exemplo, reescreva a história da Chapeuzinho Vermelho, pelo ponto de vista do Lobo Mau.

Quando estiver trabalhando com dissertação, colabore fornecendo um esquema para criar um curto esboço. Em seguida, peça aos alunos que façam as seguintes perguntas:

1. O esboço responde ao esquema feito?

2. O esboço tem um argumento claro e persuasivo?

3. O esboço tem uma organização lógica e planejada?

Faça com que os alunos trabalhem juntos para revisar o esboço até que todas as respostas das perguntas acima sejam afirmativas.

Revisão por Pares

Crie oportunidades para a revisão por pares. Algumas vezes, pode ser mais fácil para os alunos verem oportunidades de revisão no trabalho dos colegas de sala, do que em seus próprios trabalhos. Faça com que os alunos usem os mesmos métodos que eles usaram durante a prática de revisão em sala de aula para revisar os trabalhos uns dos outros. Isso pode ajudar a encorajar a revisão individual também, criando vários prazos durante o processo de escrita.

Incentive a Revisão

Quando estruturar uma tarefa de escrita, especialmente aquelas que exigem ainda mais dedicação, como um trabalho de conclusão de curso, acrescente etapas para incentivar a revisão de texto. Tire a ênfase do resultado final e a coloque no processo de escrita. Determine vários prazos, nos quais os alunos devam enviar diferentes rascunhos, com atividades como revisão por pares e autoavaliação associadas a cada rascunho. Peça aos alunos que enviem todos os rascunhos juntos com o trabalho final e avalie o trabalho baseado nos esforços de revisão, e não apenas no resultado final.

Use aTecnologia

Depois de revisarem por conta própria, os alunos podem submeter o documento ao Turnitin Feedback Studio, que permite várias submissões de uma mesma tarefa reconhecendo o aluno como o autor original e, automaticamente, eliminando submissões prévias para possíveis correspondências de similaridade. Esta funcionalidade foi planejada para auxiliar no processo de revisão e ajudar os professores a facilitarem a aprendizagem durante este percurso.

Ao criar definições claras do que a revisão é (e do que não é), praticar e incentivar a revisão em tarefas de escrita e usar tecnologias que enfatizem e realcem estes aspectos do processo de escrita, os professores podem encorajar os alunos a crescerem como escritores e guiá-los na aquisição de habilidades de escrita que serão úteis para os anos seguintes.